Anfíbios

Acredita-se que os ancestrais dos anfíbios iniciaram a transição da ocupação do meio aquático para o terrestre. Isso explicaria o fato de as espécies que constituem esse grupo ainda manterem uma estreia dependência em relação à água, daí o nome (anfi = ambos, bio = vida).

É possível que os anfíbios tenham se originado de peixes aparentados aos dipnoicos (peixes pulmonados) atuais. As principais adaptações dos anfíbios ao novo modo de vida são os dois pares de extremidades locomotoras (eles são tetrápodes), a respiração pulmonar e a epiderme dotada de uma fina camada córnea. A pele, embora ofereça certa proteção contra a desidratação, ainda é permeável, permitindo uma eficiente respiração cutânea. Esse processo também é facilitado pela abundante secreção de suas glândulas mucosas.

A taxa de gás oxigênio presente no ar é maior do a que se encontra dissolvida na água, o que constitui uma evidente vantagem na conquista desse novo ambiente. Outras vantagens que podem ser mencionadas são a menor composição por alimentos e o menor risco de ataque de predadores, já que se acredita que naquela época não existiam outros vertebrados terrestres.

Apesar dessas adaptações, os anfíbios ainda têm limitações no meio terrestre, ficando de certa forma ligados, à água e normalmente vivendo próximo a ela. Isso porque, para a maioria das espécies de anfíbios, a fecundação e o desenvolvimento larvário se processam ni meio aquático, onde ocorre sua metamorfose.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s