Pteridófitas

"samambaia"As pteridófitas apresentam adaptações importantes que possibilitam a vida no meio terrestre: são as primeiras plantas vasculares, sendo capazes, portanto, de transportar facilmente a água das raízes para seus órgãos aéreos – o caule e as folhas. Plantas vasculares também, são chamadas traqueófitas, pois apresentam tecido condutor, constituído pelas traqueias, células especializadas para a condução de seiva. Os vasos lenhosos (xilema) transportam água e sais absorvidos pelas raízes, enquanto os vasos liberianos (floema), por sua vez, transportam uma solução orgânica com os produtos da fotossíntese.

Uma importante especialização dos vasos lenhosos é a impregnação de suas paredes por uma substâncias de grande resistência, a lignina, que proporciona a sustentação mecânica do caule e das nervuras das folhas. A presença de caule, com as funções de condução e sustentação, possibilitou a existência de espécies de pteridófitas arbustivas e até arbóreas, como, por exemplo, as samambaiaçus, de vários metros de altura.

No período geológico do Carbonífero, há cerca de 360 milhões de anos, quando havia muitos ambientes quentes e úmidos em todo o planeta, as pteridófitas eram as plantas mais abundantes da Terra. No entanto, as mudanças climáticas ocorridas e a competição com outras espécies surgidas posteriormente, como as como as gimnospermas e as angiospermas, mudaram esse cenário. Atualmente, a maior parte das espécies de pteridófitas é encontrada apenas nas florestas úmidas das regiões tropicais ou em locais com condições climáticas semelhantes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s