Reprodução

Os répteis são animais de sexos separados. Como já mencionamos, a fecundação é sempre interna; a maior parte das espécies é ovípara. Há também espécies ovovivíparas; nessas por ocasião da postura, o ovo já contém um filhote praticamente formado, que logo abandona o ovo, tornando-se independente. É o caso de várias cobras peçonhentas. Muitas cobras e lagartos são vivíparos, ou seja, dão à luz filhotes já desenvolvidos. A viviparidade nessas espécies proporciona às fêmeas melhores condições de controlar a temperatura dos embriões, reduzindo seu tempo de desenvolvimento.

Dentre os lagartos há, também, espécies partenogenéticas, ou seja, em que os embriões se desenvolvem a partir de óvulos não fecundados.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s